Você tem o hábito de se desculpar com seu filho quando comete algum erro com ele?

Cobramos tanto o uso das famosas palavras mágicas, mas às vezes, quando é a nossa vez de usá-las, deixamos passar despercebido, não é mesmo?

Em alguns momentos, precisamos ser mais vulneráveis com nossos filhos e aprender a sair da posição da “pessoa que tem autoridade”, para mostrar que erramos, pois não somos perfeitos e que também nos desculpamos.

Esse passo atrás que damos serve para ensiná-los para a vida. Assim, a gente mostra o quanto é fundamental repensar, avaliar nosso comportamento e saber reconhecer quando erramos.

Isso consiste em ensinar com amor e sabedoria os nossos pequenos, educando-os e preparando-os para o mundo lá fora.

Certo dia, aqui em nossa casa, aconteceu o seguinte episódio:

Minha filha ficava o tempo todo pegando um objeto e eu pedi a ela, por algumas vezes, para guardar, mas ela não me ouviu em nenhuma. A ultima vez que pedi foi com um grito. Imediatamente minha filha se pôs a chorar e me disse: “mamãe, não precisa falar assim com neném”. Naquele momento eu me coloquei a refletir e pensei na forma que agi. Minha reação foi de me abaixar na altura dela e dizer: filha, desculpa mamãe, realmente não precisava falar assim, nós podemos conversar quando algo não está correto, não é?

Então percebi que essa reflexão deve ser diária, principalmente quando buscamos ser melhores. Observei também que essa atitude só tende a ensinar as nossas crianças porque elas absorvem tudo o que fazemos e falamos e agem exatamente igual.

Na prática isso nem sempre será fácil, considerando que todas nós passamos por aqueles momentos de chateação, por outros problemas que fazem a gente perder a cabeça fácil, agindo de um jeito que não ensina de forma positiva.

Mas a maternidade é rica em ensinamentos, portanto, cabe a nós aprendermos com todos eles, colocando-os em ação na nossa vida e na vida dos nossos filhos.